Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Notícias falsas provavelmente praguejam a humanidade desde que aprendemos a falar. Poderá uma mera tecnologia de celular, um app para combater as fake news, ser a solução para uma maldição que muitos acreditam ter sido causada pelo próprio celular?

Essa é a aposta da fabricante de chips Qualcomm em parceria com a startup Truepic. Obviamente, a tecnologia não vai impedir que uma pessoa minta, mas irá permitir pegá-la na mentira – ao menos no tocante às imagens.

publicidade

Isso é feito a partir de um código invisível codificado nos próprios pixels da imagem. Se a imagem é editada de qualquer maneira, o código é invalidado e fica clara a adulteração. Também o código gerado pelo app anti-fake news traz em si a hora e o local em que a imagem foi tirada, de forma a facilmente identificar montagens analógicas de estúdio. E, importante: isso tudo é processado na parte segura do hardware de um celular, a mesma que lida com pagamentos bancários, de forma a tornar difícil alguém simplesmente hackear um celular para falsificar uma foto.

A criação é parte da Iniciativa de Autenticidade de Conteúdo, envolvendo o New York Times, o Twitter e Adobe. Sim, a fabricante do Photoshop vai ajudar às pessoas a identificar adulteração pelo Photoshop.

O app para combater as fake news é uma inciativa a ser levada a sério. A Qualcomm é um dos maiores fabricantes de chips de celular, incluindo aí gigantes como a Samsung. Se ela incluir esse pacote nos celulares Android, combater a praga das fake news pode se tornar, em muitos casos, trivial. Ninguém receberia uma foto de mamadeira suspeita sem ter um alerta de que é falsa.

Via: Wired.

publicidade