Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O iOS 14 está prestes a se despedir do mercado, mas não sem antes protagonizar um novo bug que pode deixar seus usuários em um grande problema. Foi descoberta mais uma falha envolvendo o Wi-Fi dos iPhones. Assim como a última, uma rede sem fio nomeada por um usuário mal-intencionado pode desativar a comunicação wireless dos dispositivos — desta vez sem chance de reparo simples.

Na falha anterior, a comunicação Wi-Fi podia ser restaurada quando o usuário resetava as configurações de rede do iPhone. Agora, o novo problema não pode ser solucionado de forma tão simples: mesmo quem o descobriu, Carl Schou — engenheiro de software especializado em “quebrar” ferramentas do mercado — informa que o procedimento resolutivo do bug anterior não funciona como solução aqui. Enquanto a Apple não liberar uma atualização, uma forma de resolver o problema seria editando manualmente um arquivo de sistema do smartphone.

publicidade
O temido caractere “%”

Assim como a falha de Wi-Fi anterior, o problema acontece quando o caractere “%” é empregado em uma rede sem fio acessada pelo iPhone. Desta vez, foi revelado que uma rede nomeada, por exemplo, como “%secretclub%power” pode desativar as comunicações sem fio de forma que mesmo procedimentos assistenciais do aparelho não resolveriam os danos causados.

O bug, mais uma vez, parece estar associado ao caractere especial em questão, comumente utilizado, em linguagem de programação, para criar e nomear variáveis do sistema, pequenos mecanismos dinâmicos essenciais para construção de funções e alterações de comportamentos em softwares.

Restaurando o Wi-Fi, com perdas

Outros usuários têm relatado no Twitter que restaurar o iPhone com o iTunes funciona — mas o procedimento envolve perda de dados. É altamente recomendável, caso você tenha sido vítima do problema, fazer um enorme backup antes de tentar qualquer uma destas resoluções.

É muito provável, ainda, que a Apple projete uma solução menos danosa para os usuários que foram atingidos pela falha. Para quem ainda não se envolveu com esta falha do Wi-Fi no iPhone, é altamente recomendável que evite redes públicas no momento, principalmente aquelas com o caractere “%” no nome.

publicidade

Via Gadgets NDTV

Imagem: Quils/iStock