Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

As revelações sobre a grave vulnerabilidade nos chips Snapdragon são preocupantes, mas os usuários da Samsung podem dormir tranquilos. Ainda na manhã desta sexta-feira (07/05), a marca sul-coreana informou que a atualização de segurança lançada neste mês já corrige a falha no processador.

Até então, o changelog (lista de alterações) no boletim mensal de segurança não fazia nenhuma menção à brecha CVE-2020-11292. Nesta sexta, porém, a Samsung atualizou a página relativa ao mês de maio, informando que a vulnerabilidade no Snapdragon havia sido retificada desde janeiro.

publicidade

A fabricante não revelou quais dispositivos Galaxy receberam a correção antes de maio. Na verdade, a revisão repentina no boletim indica que a Samsung não desejava que a vulnerabilidade nos chips Snapdragon fosse conhecida, pelo menos não até que a empresa de pesquisa quebrasse o silêncio. De qualquer forma, com a correção indexada no patch de segurança, é possível deduzir que uma grande parte dos smartphones coreanos, dos básicos ao avançados, está protegida da falha em questão.

Afinal, que falha é essa?

Conforme revelado pelos pesquisadores da empresa de segurança Check Point, a vulnerabilidade nos chips Snapdragon atingia o MSM (Mobile Station Modem), uma interface no processador que fornece recursos para envios de mensagens SMS e gravações em alta definição. Por meio de um código malicioso no modem, o hacker poderia ter acesso ao histórico de chamadas e mensagens de texto no aparelho do usuário, assim como desbloquear o Subscriber Identity Module, o cartão SIM.

A Qualcomm, em comunicado oficial, afirma ter providenciado atualizações para a vulnerabilidade já em dezembro do ano passado. “Encorajamos os usuários da ponta a atualizar seus dispositivos conforme os patches estiverem disponíveis”, diz o texto. Ainda em 2020, a Check Point fez um alerta sobre mais de 400 vulnerabilidades presentes nos processadores Snapdragon. Ainda não se sabe exatamente quais celulares equipados com o chipset foram atingidos.

Via Sam Mobile

publicidade