Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Alguns relatos sobre aparelhos Redmi Note 9 Pro pegarem fogo têm preocupado consumidores, fabricantes e autoridades na Índia. Apesar disso, a marca da Xiaomi vem dizendo que os casos têm ocorrido por erros dos próprios usuários. Não é o primeiro caso de smartphones em chamas — e isso está longe de ser algo exclusivo da Redmi.

Redmi diz que a culpa é dos usuários

Um dos relatos mais recentes veio, aparentemente, do Twitter, onde a usuária indiana Priyanka Pavra disse que seu irmão havia sido pego desprevenido por uma quantidade densa de fumaça saindo do aparelho. Ele, então, imediatamente jogou o smartphone na água a fim de evitar maiores perigos (como alguma explosão), mas o aparelho chegou a ficar em chamas e o dano foi irreversível.

publicidade
Imagem mostra um aparelho Redmi Note 9 Pro em chamas, supostamente compartilhado por usuário indiano

Um smartphone Redmi Note 9 Pro pegou fogo na Índia, mas empresa disse que problema foi provavelmente causado por usuário (Imagem: Priyanka Prava/Twitter/Reprodução)

Felizmente, ninguém se machucou, mas as imagens mostram um display quebrado e marcas de queimadura na parte inferior do Redmi Note 9 Pro, bem onde os irmãos afirmam terem visto o fogo. A Xiaomi disse estar em contato com os dois e que as razões que levaram ao incidente ainda são desconhecidas. Porém, a Redmi afirmou que ela deve ter se originado de uma “força externa” causada pelos usuários.

Por “força externa”, podemos entender várias situações: uma queda onde um componente do aparelho se solte, por exemplo, entra nessa categoria, mas no presente momento, não é possível afirmar que foi isso que causou o incêndio. Convenhamos, seria necessária uma altura considerável para que uma simples queda causasse um curto-circuito ou alguma outra pane elétrica que levasse um Redmi Note 9 Pro a pegar fogo.

Segundo a Xiaomi, investigações ainda estão em curso para determinar a causa exata do problema. Procuramos também o tuíte da reclamante, mas não encontramos nada na rede de microblogs.

Via Gizbot

publicidade

Imagem: Roman Arbuzov/Shutterstock