Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A China começou a testar o Yuan digital, uma versão virtual de sua moeda, e pode ser a primeira grande potência mundial a abandonar o dinheiro em papel. O eCNY (Yuan chinês eletrônico) está em teste nos grandes centros metropolitanos do país, como Xangai, Pequim, Shenzhen e Suzhou, e é manuseado através de um aplicativo de carteira digital. Por lá, inclusive, o Yuan digital tem sido usado para pagar prêmios da loteria chinesa.

Como funciona a moeda digital da China

Ao contrário de criptomoedas como o Ethereum e o Bitcoin, o eCNY é totalmente centralizado, emitido e administrado pelo Banco Popular da China (ou Banco do Povo da China, se você preferir). A expectativa do governo chinês é que o dinheiro digital traga mais segurança nas operações, análise de estatísticas econômicas e amplie as políticas monetárias do país. A medida também ajudará no combate a fraudes financeiras.

publicidade

A implementação da moeda digital na China está ocorrendo através dos bancos locais, com o Banco do Povo da China transferindo os créditos virtuais para seus clientes. Assim que os usuários aceitam o uso, o dinheiro físico é trocado por uma versão eletrônica, disponível no próprio app do banco.

A implementação do Yuan digital parece ser mais um dos passos do governo chinês na implementação do dinheiro eletrônico. A China começou sua difusão do a moeda através de loterias no final do ano passado, e quatro meses atrás, a Jingdong foi a primeira loja eletrônica local aceitar o eCNY.

Além disso, é interessante notar que a cultura do pagamento por aplicativos já é algo forte na China, e que o país já apresenta um plano de moeda digital desde 2014. Antes mesmo do eCNY entrar em curso, empresas como a TenCent e o AliBaba ofereciam suas próprias moedas, que, por sua vez, são integradas aos seus serviços.

Via CNBC

publicidade

Imagem: Worldspectrum (Pexels)