Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Há cinco meses atrás, o smartphone Nokia 5.3 foi lançado no Brasil. Ele fazia parte dos primeiros aparelhos da marca nesse retorno, e o dispositivo veio junto do anúncio de que a HMD Global iria produzir outros produtos aqui no país. Nesse tempo, a fabricante já ganhou uma compra significativa. Uma rede varejista trocou o tablet de trabalho pelo celular Nokia 5.3 para uso em loja, isso representou 3 mil modelos adquiridos para uso dos funcionários.

Segundo o dono das lojas, o tablet utilizado anteriormente era muito grande, o que dificultava a mobilidade do dispositivo e o uso cotidiano para atender os clientes. Além disso, a bateria do aparelho não durava muito. O Nokia 5.3 veio como ferramenta que tem uma capacidade de processamento boa para o uso profissional, tem tamanho de tela portátil e consegue rodar os apps de trabalho sem dificuldades.

publicidade

E essa compra de celulares Nokia 5.3 para uso em uma rede varejista não é um caso isolado. A HMD Global, fabricante por trás da marca Nokia, também atua com uma estratégia corporativa que tem como objetivo fornecer celulares e outras tecnologias para empresas. Essa tática pode ser um ponto forte da empresa no mercado, já que ela possui celulares com custo-benefício interessante.

O smartphone Nokia 5.3 é um intermediário que possui processador Snapdragon 665 com 4 GB de RAM. Sua bateria tem 4000 mAh e vem com carregador de 10W e capacidade de duração de até 2 dias de uso. Por fim, a tela do celular tem 6,5 polegadas.

 

publicidade