Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Com a Covid-19 registrando queda no país, a Apple comemorou a abertura da segunda Apple Store na Coreia do Sul. Localizada na ilha de Yeouido, na capital Seul, a Apple Store Yeouido contou com fila de consumidores mesmo com diversos protocolos sanitários posicionados para evitar aglomerações.

Um especialista para cada consumidor

A fim de proteger a população local, os atendimentos na nova Apple Store só eram feitos mediante hora marcada, e cada um dos consumidores presentes já contava com um especialista em produtos da empresa de Cupertino dedicado a ele, antes mesmo de chegar ao local. Assim, a impressão que fica é a de que, apesar do volume alto de pessoas, a Apple criou alguma limitação de público – um número máximo de pessoas, por exemplo.

publicidade
Fila de nova Apple Store na Coreia do Sul

Fila para inauguração de nova Apple Store na Coreia do Sul (Imagem: Gyeongjun Han, Artem, BumMo Koo, Jonas_CHK/Reprodução)

Parceria com a loja de Garosu-gil

A Apple Store de Yeouido trabalhará em conjunto com a loja localizada no distrito de Garosu-gil (que uma busca de imagens no Google denuncia: é parte das ambientações mostradas no clipe “Gangnam Style”, do rapper sul-coreano Psy). Ambas as lojas da Coreia do Sul fazem o estilo “mega magazines”, ou seja, contam com uma estrutura consideravelmente grande e uma variedade bem distribuída de produtos Apple, desde iPhones e iPads até AirPods, Apple TVs, MacBooks e Apple Watches.

Segundo o mapa criado pelo Google para monitoramento público da Covid-19, a Coreia do Sul está com uma média diária de 399 novas infecções da Covid-19, causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2). Ao longo de toda a pandemia (ou seja, fevereiro de 2020 até agora), o país registrou 88.922 casos, com 1.585 mortes, um número invejável para a maioria dos países (como o nosso).

A Coreia do Sul passou por um aumento expressivo da doença no final de 2020 – especificamente, entre o Natal e o Ano Novo, com o dia 25 de dezembro marcando média diária de 1.132 novas infecções, mas a situação já está mais controlada agora.

Via 9to5Mac

publicidade