Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Twitter parece estar prestes a seguir os passos do Facebook e YouTube ao lançar o Superfollows, opção premium do serviço para o usuário receber conteúdo extra dos seus criadores de conteúdo preferidos. Em conferência a acionistas, o serviço anunciou que mediante uma assinatura mensal o seguidor poderá acessar tweets exclusivos de um usuário, receber newsletters exclusivas, participar de uma comunidade na plataforma, e ter acesso a outros benefícios.

Assim como o programa de suporte aos criadores do YouTube, cada perfil terá sua própria assinatura — ou seja — essa é uma novidade que não sairá barata para o tuiteiro que desejar ser um “super seguidor” de muitas contas. No exemplo dado pelo Twitter, uma conta aparece cobrando US$ 5 (R$ 27) pelo serviço, mas é possível que o criador interessado em monetizar seu perfil possa escolher valores menores ou maiores. A rede social também não anunciou qual será sua porcentagem de retenção nesse processo.

publicidade

Montagem de telas mostra como fucionará assinatura do Superfollows no Twitter

Além do Superfollows, o Twitter anunciou a criação de comunidades na plataforma, para além das que serão monetizadas por artistas e influenciadores. O recurso parece sugerir a chegada de grupos com ferramentas mais robustas de publicação, como acontece hoje no Facebook. Ao contrário da ferramenta de tópicos, as comunidades deverão ser espaços nos quais um tweet poderá ser publicado sem que apareça na linha do tempo convencional. Nenhuma dessas novidades recebeu data para entrar no ar.

Twitter quer mais dinheiro

Novos recursos do Twitter

Enquanto a novidade pode ser interpretada pelos usuários como uma nova forma de criadores de conteúdo monetizarem seus canais, com toda certeza o que motiva o Twitter a implementar uma estratégia audaciosa com o Superfollows é o seu desejo em aumentar a arrecadação da plataforma. Já há muito tempo que o CEO Jack Dorsey fala em novas estratégias para além da venda de publicidade no serviço.

publicidade

Além disso, a novidade pode unir o útil ao agradável. Se vingar, a ideia pode ameaçar o reinado do Patreon e outras plataformas de arrecadação de influenciadores, fazendo alguns produtos se reinventarem para permanecerem competitivos. Resta saber se o Twitter irá com muita sede ao pote, e se o público aceitará bem essa novidade.

Via The Verge

Imagem: Brett Jordan/Pexels