AplicativosNotíciasConheça Shift One, app de ex-veterano do Uber para ajudar as pessoas a arranjar trabalho

Marina Schnoor1 semana atrás5 min

Em 2018, Jason Radisson, que trabalhou muitos anos com o Uber em Nevada, teve a ideia de criar um aplicativo ligando trabalhadores de logística, transporte, e-commerce e eventos a empresas precisando deles. Agora em 2021, o Shift One tem 25 mil trabalhadores de base em sua plataforma e cerca de 50 grandes clientes nos EUA e Colômbia, nomes como Amazon, NASCAR, Mensajeros Urbanos e Consumer Electronics Show.

Radisson começou a start-up quando percebeu que empresas de logística estavam com dificuldade para encontrar trabalhadores de linha de frente (pense em estoquistas, gerentes de armazém e supervisores). Além disso, ele sabia que esses trabalhadores estavam penando para se sustentar na gig economy, trabalhando com contratos provisórios sem direito a benefícios. O idealizador disse ao TechCrunch que queria “corrigir e melhorar algumas coisas” sobre esse tipo de trabalho sazonal.

Seguro contra falta de trabalho

“Queríamos que [essa linha de trabalho] fosse mais equilibrada para os trabalhadores, e quebrar alguns ciclos negativos onde as pessoas faziam muitos trabalhos de logística sem serem bem pagas. Queremos dar estabilidade para esses trabalhadores”, ele disse.

E é aqui que o Shift One entra. Os trabalhadores no app recebem benefícios e cobertura de seguro com “baixas contribuições” feitas para o app depois de serem contratados. Segundo o CEO, o Shift One também tenta reunir e manter “equipes coesas com alta funcionalidade e flexibilidade para ir” até onde o trabalho precisa ser feito. Um dos objetivos do app também é fornecer um fluxo constante de trabalho para as pessoas na plataforma. Assim, “as empresas têm acesso a uma fonte estável e previsível de mão de obra de qualidade”, disse o prefeito de Miami Francis Suarez. “E os trabalhadores são compensados de maneira justa pelo serviço.”

O app também fornece contas para que os usuários recebam seus cheques de salário, além de cartões de débito. Radisson disse que o Shift One ganhou impulso nos últimos meses com a pandemia, já que a indústria de logística foi bastante afetada. “Queremos dar oportunidades para milhões de pessoas que não fizeram faculdade e recebem salários estagnados há anos. Queremos dar a elas oportunidades para seguir em frente.”

O Shift One acaba de receber US$5,2 milhões de firmas de investimento, que Radisson diz que serão usados para expandir a plataforma para novos mercados.

Imagem: Tiger Lily / Pexels