Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Em breve, o conhecido design horizontal dos cartões de crédito e débito pode se tornar uma memória tão distante quanto compra em papel carbono (alguém lembra?). Isso graças às redes sociais baseadas em vídeo. Recentemente, o PayPal anunciou o design vertical dos cartões de débito e crédito para o aplicativo Venmo e, em entrevista a Bloomberg, a vice-presidente de design do PayPal, Daniela Jorge, afirmou que “o mundo está se tornando mais do modo retrato e da orientação vertical por causa de aplicativos como TikTok e Instagram””. Com isso, os cartões de crédito e débito verticais podem ganhar muitos adeptos.

O PayPal não foi o único a adotar o design vertical. Em 2018, o Discovery Bank foi um dos primeiros bancos dos Estados Unidos a aderir a tendência. Em dezembro de 2020, o Bank Of America também entrou na dança e já lançou o seu cartão de débito no estilo retrato e contactless (sem contato).

publicidade
Pandemia pode ter influenciado a tendência dos cartões de crédito e débito verticais

Além do Bank Of America, do PayPal e do Discovery Bank, outros bancos podem começar a aderir a tendência do cartão vertical, já que o pagamento por aproximação – que tem ganhado cada vez mais adeptos, principalmente durante a pandemia de COVID-19 – é feito com o cartão na vertical.

Além  disso, as carteiras digitais tem ganhado bastante popularidade e muitos usuários acabam fazendo pagamentos utilizando a versão digital de seus cartões salva nos smartphones, também de forma vertical. Um exemplo é o Apple Pay, da Apple, que permite que o usuário salve seu cartões no Wallet e faça os pagamentos com o próprio aparelho celular.

Com tudo acontecendo de forma verticalizada, principalmente devido ao uso excessivo do celular e das redes sociais, não é se espantar que os pagamentos seguiram o mesmo caminho. Agora, resta saber quando os bancos brasileiros irão adotar a proposta da verticalização dos cartões.

Imagem: Ascannio/Shutterstock

publicidade

Via BGR