Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Oppo e a OnePlus, fabricantes de celulares que pertencem ao grupo BBK Electronics, já compartilhavam alguns métodos de trabalho. Agora, os laços das co-irmãs ficarão ainda mais estreitos. Foi isso o que deixou claro um texto enviado ao site Android Authority, confirmando que a Oppo fundiu os departamentos de pesquisa e desenvolvimento da OnePlus com o da sua própria marca. Confira abaixo:

“Para maximizar melhor os recursos e posicionar ainda mais o OnePlus para o crescimento, estamos no processo de integrar ainda mais alguns recursos de P&D no Oplus, nosso investidor de longo prazo. O OnePlus continuará operando de forma independente e trabalhando para oferecer a melhor experiência de usuário possível para os usuários OnePlus existentes e futuros”.

publicidade
Empresas manterão independência entre si

Esse texto confirma informações apuradas pelo DoNews com uma fonte não identificada dentro da Oppo. O Oplus é um grupo de investidores que cuida tanto da OnePlus quanto da Oppo, além da Realme, outra empresa da BBK. Esse anúncio da junção dos departamentos de pesquisa e desenvolvimento das marcas pode indicar que a Realme, linha conhecida por lançar smartphones de custo mais baixo, também será beneficiada com a integração a partir de agora.

A fonte da Oppo afirmou ao site DoNews que a relação de agora em diante será “similar ao que ocorre entre a Xiaomi e a Redmi”, traçando um paralelo com a forma como a fabricante rival trabalha com uma de suas marcas.

Apesar da junção de alguns departamentos, a OnePlus e a Oppo não ficarão de forma alguma dependentes ou subordinadas uma da outra. “Apesar da fusão dos setores de P&D, Oppo e OnePlus devem continuar trabalhando de forma independente com caixa, canais de venda, operações diárias e software separados”.

Pete Lau e a Oplus

Pete Lau, que é CEO da OnePlus, será também vice-presidente sênior da Oplus, que não vai mais ter ligação direta com a dona BBK. Assim, Pete Lau será o responsável não só pelo sucesso da OnePlus, mas também pelos resultados financeiros da Oppo e Realme, apesar de cada empresa manter sua independência.

publicidade