Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O ato de “tomar notas”, como diziam os antigos, caiu em desuso para muitos. Gadgets ali, memes acolá, e muitas vezes é difícil lidar com uma ideia repentina, e conseguir colocá-la no papel. È que para registrá-la, é preciso ter um bloco de notas por perto, o que nem sempre é possível. Assim, os apps de anotações podem ser uma ótima solução para o dilema.

Do Evernote ao editor de notas mais humilde do Android, eles ajudam a fixar no papel (imaginário) as ideias no forno. E nos tempos atuais é possível formatá-las das mais diversas formas: em áudio, imagem, vídeo, rabisco, de acordo com o gosto do leitor. Seja você um geek do design ou um minimalista das letras, é provável que haja por aí um app de anotações à sua espera.

publicidade

Nesta lista do Vida Celular, escolhemos sete apps para você considerar. Excluímos o já citado Evernote porque ele é o campeão de downloads e todo mundo conhece, e três em cinco pessoas provavelmente vão indicá-lo. Preferimos, portanto, nos concentrar em apps menos divulgados para que o espaço seja bem aproveitado, mas ele continua ótimo, especialmente na versão paga.

Google Keep

O Keep é um dos apps de anotações mais simples no mercado. O app do Google é uma espécie de plataforma para post-its digitais, em que cada nota no painel funciona como um lembrete. O usuário pode formatar as notas com várias cores e tipografias, e as notas podem ser editadas em tempo real. Há também um recurso de voz que é bem prático, assim é possível ditar notas em vez de escrever.

Minimalista, o Keep possui menos recursos do que a maioria dos apps na lista. Mas, se o leitor deseja evitar um processador de textos mais pesado (como o Google Docs, por exemplo), ele pode ser uma boa opção. Até pelo fato de ter uma integração eficiente a outros aplicativos do Google, como o próprio Docs.

Imagem promocional do Google Keep

Google Keep: notas coloridas simplificam trabalho do usuário (Google/Divulgação)

Ulysses

Chamado assim por causa do livro homônimo de James Joyce, este app de anotações é bem sofisticado. Permite textos longos e armazena as notas com edição Markdown, com a possibilidade de formatar os títulos com cores de identificação.

publicidade

Se você precisa salvar imagens, o Ulysses as coloca em links nos documentos. Então, em vez de carregá-las no corpo do texto, o usuário só precisa clicar duas vezes no link para acessar as thumbnails. Há também uma barra lateral que exibe contagem de palavras e outras informações de forma prática.

O Ulysses é compatível com vários tipos de documentos, incluindo PDF, .docx, e-books e HTML. A única desvantagem é que o app é exclusivo para iOS e MacOS e não é gratuito.

Screenshot do Ulysses

Ulysses: infelizmente exclusivo para iOS e Mac (Ulysses/Divulgação)

Simplenote

Este app de anotações se destaca já de cara por ser 100% gratuito. Está disponível para iOS, Android, Mac, Windows e Linux e sincroniza notas facilmente. Também há um aplicativo para web, caso o usuário não queira baixá-lo diretamente para o celular.

Ferramentas de marcação e pesquisa são o carro-chefe do Simplenote: a ideia aqui é que os usuários possam encontrar rapidamente as notas que procuram. Quando trabalhando em equipe, as anotações também podem ser compartilhadas ou publicadas para outras pessoas.

Ponto negativo? O app, a grosso modo, é só texto. Sem compatibilidade com fotos e vídeos, o que dá uma boa desvantagem quando comparado a outros apps de anotações no páreo.

Imagem promocional para o Simplenote (iOS)

Simplenote: sisudez e praticidade (Simplenote/Divulgação)

Notebook

Disponível para Mac, Windows, iOS, Android e web, o app de anotações da Zoho tem uma boa paleta de recursos. Nele, os usuários podem criar blocos separados dentro do app, em uma mecânica parecida com a do Google Keep. Isso significa que é possível, por exemplo, organizar um cartão de anotações para sua lista de compras, um para rabiscos e outro para notas de voz.

O Notebook também tem bom suporte para imagens e Rich Text e é capaz de sincronizar com outros aplicativos sem problemas. E ainda: se você deseja migrar suas notas no Evernote para o app, não há problema. O próprio app oferece essa funcionalidade, o que facilita caso você não queira perder suas anotações antigas.

Imagem promocional do Notebook

Notebook: cards inteligentes ajudam na organização (Notebook/Divulgação)

OneNote

Desenvolvido pela Microsoft, trata-se de um app de anotações simples e gratuito com recursos semelhantes ao do Evernote. Como o último, o usuário pode caixas de texto de qualquer lugar: por exemplo, capturar trechos de apresentações de slides ou gravar uma observação em áudio sem precisar de um app externo.

É possível sincronizar também as anotações com o OneDrive, se o leitor tiver uma conta Microsoft. Isso facilita na urgência de fazer um backup de forma mais rápida ou acessar as anotações em um notebook ou um desktop.

No geral, o OneNote é ótimo para quem frequentemente usa as plataformas da Microsoft como o Word, o PowerPoint e o Excel. A interface não é das mais agradáveis, mas vale pelo fato de ser gratuito e incluir muitos recursos.

Imagem promocional do OneNote

OneNote: interface familiar e boa integração com os aplicativos do Windows (Microsoft/Divulgação)

Bear

Espécie de híbrido entre Evernote e Ulysses, este app exclusivo para iOS e macOS é feito tanto para anotações rápidas quanto textos mais densos. Sincroniza facilmente com o iCloud e possui opções avançadas como inserção de imagens e links. Oferece também edição Markdown e um “modo de foco” para ajudar o usuário a se concentrar.

Como o Notebook, o Bear também oferece um serviço de migração para os usuários do Evernote. A versão mais atualizada inclui preenchimento automático de tags, temas claros e escuros, inserção de PDFs e criptografia. A maioria dos recursos é gratuita, mas há uma versão Pro disponível em dois planos: US$ 1,49 por mês ou US$ 14,99 por ano.

Imagem promocional do Bear

Bear: agrupamento por tags bastante funcional (Bear/Divulgação)

Dropbox Paper

Disponível para iOS, Android e Windows, este app de anotações – que também é um editor de textos – se destaca pelo foco na colaboração. Isto é, se você está trabalhando em equipe, o Dropbox Paper permite compartilhar ideias, imagens e vídeos para projetos. Há integrações com apps de produtividade, como Google Calendar e Slack.

As adições recentes do Paper incluem novas ferramentas de organização, como a possibilidade de criar pastas móveis e arquivar e excluir arquivos com mais fluidez. O Dropbox também redesenhou a página inicial do app, que agora integra documentos do Paper e do próprio Dropbox. Ah, e é gratuito, o que nunca é ruim.

Imagem promocional do Dropbox Paper

Dropbox Paper: ideal para trabalhos em equipe (Dropbox/Divulgação)

Imagem do destaque: Vlada Karpovich/Pexels/CC