Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Razer apresentou na CES 2021 dois conceitos tão malucos quanto interessantes, a Project Hazel, uma máscara smart com luzes LED e um sistema de ventilação que pode ser trocado, e a Project Brooklyn, uma cadeira gamer com tela integrada. Esse texto é sobre o primeiro, mas é impossível deixar de citar o segundo, então confira no final do post.

Project Hazel, a máscara mais inteligente do mundo (segundo a Razer)

Segundo o release, a Project Hazel é a máscara mais inteligente do mundo, algo muito útil no meio de uma pandemia. Ela usa ventiladores destacáveis e recarregáveis, com filtros Smart Pods que podem ser trocados. A eficiência BFE (bacterial filtration efficiency) é de cerca de 95% das partículas do ar. A parte da frente da máscara é transparente para uma interação social melhorada, usando as palavras da Razer. As luzes internas são ativadas automaticamente quando fica escuro, assim o seu sorriso vai ficar visível mesmo na noite mais escura.

publicidade

A Razer também colocou nessa máscara a tecnologia VoiceAmp, que usa um microfone e um amplificador para voz. Pelo visto, a empresa quer que a pessoa que esteja usando a Project Hazel seja realmente ouvida em qualquer situação. Pode parecer um exagero, e realmente é mesmo.

Project Hazel, a máscara mais inteligente do mundo (segundo a Razer)

Para completar, o case de carregamento tem luzes UV, e assim, pode desinfectar os ventiladores da própria máscara. Parece realmente que a Razer pensou em tudo, mas será que uma pessoa normal teria coragem de sair com uma máscara assim na rua? Eu não sou parâmetro, já que com certeza teria uma dessas, inclusive estou cogitando comprar quando (e se) ela realmente for lançada.

publicidade
Project Brooklyn, uma cadeira vibrante e iluminada

A cadeira Project Brooklyn é mais uma prova de conceito do que algo que realmente vá ser comercializado, mas convém não duvidar da Razer. A tela OLED de 60 polegadas que fica ao redor da cadeira, aumentando a sensação de imersão. Além disso, um detalhe interessante é que a tela pode ser colocada na altura dos olhos do jogador com um toque de um botão, e levantada quando não estiver sendo usada.

Um detalhe interessante são as luzes Razer Chroma RGB nas laterais e na base. Essas luzes podem ser personalizadas e também ativadas por jogos compatíveis. A cadeira também teria uma bandeja ou mesa embutida que poderia ser aberta quando o usuário quiser jogar com teclado e mouse ao invés do joystick.

Indo além, ela conta com módulos para dar um retorno háptico nos jogos, ou seja, além de iluminada, essa cadeira é realmente vibrante.