Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Departamento de Justiça dos EUA abriu um processo antitruste pesado contra o Google em outubro e, no mês passado, foi descoberto que mais um está a caminho para julgá-lo. Um grupo formado por quase 40 estados abriu um novo processo contra a empresa, com a acusação de “construir uma barreira impenetrável ao redor de seu reino”. Apesar disso, pode demorar um pouco até que essa disputa vá a julgamento.

Quais as acusações que podem levar o Google a julgamento

O processo mais recente em vigor vem de procuradores-gerais de 38 estados, liderados por Colorado e Nebraska. É um processo extenso que afirma que o Google não conseguiu seu imenso monopólio no mercado buscas de forma justa, pois se envolveu em uma variedade de práticas anticompetitivas.

publicidade

Um exemplo dessas práticas é a negociação de acordos especiais que garante que o Google seja a opção de pesquisa padrão em navegadores da web, smartphones e dispositivos domésticos inteligentes. No processo também consta que o Google manipula seus resultados de pesquisa para fornecer a seus próprios produtos uma vantagem sobre os concorrentes, classificando-os acima dos rivais.

As autoridades que estão abrindo este novo caso provavelmente tentarão unir forças com a ação do DOJ (Departamento de Justiça) aberta em outubro. Mesmo com os casos sendo combinados, pode levar vários anos até que a justiça comece a ser feita.

Julgamento já tem data sugerida

O juiz distrital dos EUA que ouviu o caso do DOJ sugeriu uma data para o julgamento em 12/09/2023 e nenhum dos lados se opôs ao cronograma. Esses são assuntos importantes que vão levar a muitas consequências, portanto, os advogados do DOJ e do Google esperam que demore vários anos para montar o caso.

O Google respondeu em uma longa postagem em seu blog na semana passada (em inglês), afirmando que o processo visa redesenhar como a empresa programa seu produto de buscas na internet de “maneiras que privariam os americanos de informações úteis e prejudicariam a capacidade das empresas de se conectar diretamente com os clientes”.

publicidade

Este é o terceiro processo movido contra o Google nos últimos meses, vindo na esteira de outro, movido pelo Procurador-Geral do Texas, Ken Paxton, e nove outros funcionários que acusam o Google de negligência com seu negócio de publicidade direcionada.

Além do julgamento do Google, existem outras grandes empresas de tecnologia que estão sendo investigadas pelos reguladores – o Facebook foi alvo de um litígio no início deste mês com o objetivo de desfazer a aquisição de rivais menores como Instagram e WhatsApp, mas se defendeu dizendo que isso seria um revisionismo histórico.

Via Android Police

Imagem: Michal Kalasek/Shutterstock