Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Squad é jovem um aplicativo de videochamadas com compartilhamento de tela que acaba de ser adquirido pelo Twitter. Ao que tudo indica, isso foi feito para incorporar um serviço semelhante às lives do Twitter. Assim anunciou Ilya Brown, vice-presidente de produto do Twitter.

“[Estou] empolgado de compartilhar que a equipe do @squad esta se juntando ao @Twitter para nos ajudar a trazer novas formas para as pessoas interagirem, se expressarem e se unir à discussão pública”, afirma ele.

App jovem para jovens

O Squad, aplicativo recém-nascido que ainda nem completou um ano, tinha como base de seu  público uma maioria de adolescentes. Permite lives com até seis participantes onde é possível compartilharem a mesma tela no celular ou desktop o que possibilita o uso pessoal ou corporativo.

publicidade

Desde o dia 12 de dezembro o aplicativo foi encerrado e na página oficial do Twitter do Squad aparece a frase “adquirida pelo Twitter em 2020. Divirta-se com os amigos em um bate-papo por vídeo. Juntos, vocês podem assistir a vídeos ou compartilhar a tela de qualquer aplicativo”.

Ainda segundo Brown, a equipe do Squad, capitaneada pelo CEO, Esther Crawford, e o CTO, Ethan Sutin,  vai somar ao Twitter nos departamentos de design, engenharia e produtos da rede social.  Brown também ressaltou que os bate-papos interativos de áudio e vídeo são muito importantes na direção futura do Twitter e se alinham com o tipo de recursos que desejam implementar, após a compra do Squad.

Por enquanto vamos ter que esperar para descobrir quais serão as aplicações que o Twitter vai realmente incorporar do Squad. Por outro lado o Twitter trouxe mais novidades. O microblog também anunciou que vai remover fake news sobre vacinas da Covid-19, começando ainda neste ano.

Via Gizmochina