Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Esta semana saiu a notícia de que vários apps conhecidos estão vendendo dados de usuários que acabam nas mãos do exército dos EUA. E muitos dos aplicativos no esquema de fornecimento de dados para os militares são voltados para o público muçulmano.

Segundo a reportagem da VICE, que falou com desenvolvedores, analistas e acessou documentos públicos, o exército americano obtém informações de localização de duas companhias de corretores de dados, Babel Street e X-Mode. Um ramo do exército dos EUA para contraterrorismo, contrainsurgência e reconhecimento comprou acesso ao Locate X, da Babel Street, para ajudar em forças-tarefas especiais em outros países. A X-Mode, por sua vez compra dados diretamente de apps, os vende para terceiros que depois repassam as informações para o exército.

publicidade
Quem é o alvo

Os aplicativos voltados para mulçumanos incluem o Muslim Pro, que mostra a direção de Meca para os usuários fazerem suas preces, e tem mais de 98 milhões de downloads na Play Store, para iOS e outras plataformas.

Outro aplicativo para muçulmanos mencionado é o Muslim Mingle (mais de 100 mil downloads), um app de namoro e casamento.

Numa declaração para a VICE, o porta-voz do Comando de Operações Especiais dos EUA Comandante da Marinha Tim Hawkins disse que “Nosso acesso ao software é usado para apoiar missões de Forças Especiais em outros países. Seguimos os procedimentos e políticas estabelecidos para proteção de privacidade, liberdades civis, e direitos constitucionais e legais de cidadãos americanos”.

Mais apps de Android com dados de usuários sendo vendidos para o exército dos EUA: Pedômetro Accupedo (5 milhões de downloads), um app de monitoramento de caminhadas. Screen Stream Mirroring (10 milhões de downloads), aplicativo de espelhamento de tela e áudio em tempo real. E Global Storms (1 milhão de downloads), app de previsão do tempo. Alguns aplicativos informam que os dados de localização dos usuários podem parar nas mãos de partes desconhecidas. Outros não mencionam esse detalhe.

publicidade

Via Android Police