Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

No início deste ano, a Apple lançou a segunda geração do seu celular acessível. Porém, o próximo iPhone SE pode atrasar. Isso porque a empresa está enfrentando problemas com os principais distribuidores.

Celular acessível

Em 2016, a Apple lançou um modelo de celular que buscava ser mais econômico. O iPhone SE chegou ao mundo com design do 5S, porém, configurações do modelo avançado da época. O resultado: foi um dos celulares mais vendidos da empresa no ano. 

publicidade

De lá para cá, nenhuma novidade surgiu quanto aos smartphones acessíveis da empresa. Até que no início deste ano, chegou ao mercado o iPhone SE 2. O aparelho repete a fórmula do anterior. Design do iPhone 8 com especificações do 11. E é provável que o modelo alcance bons índices de venda.

Porém, os fãs da linha SE podem demorar mais alguns anos até poderem contemplar o próximo da geração. Segundo o analista e leaker Ming-Chi Kuo, a Apple vai atrasar seu dispositivo acessível.

Disputa de fornecimento

Aparentemente, problemas com fornecedores de recursos para o iPhone 13 fizeram com que a gigante de Cupertino adiasse o projeto do SE. Segundo Kuo, quatro empresas estão disputando a possibilidade de produzirem as câmeras do próximo smartphone da Apple.

São elas: Taiwan’s Genius Electronic Optical (GSEO), Largna Precision, Semco (empresa ligada a Samsung) e Sunny Optical. A GSEO conseguiu somente 50% da produção de lentes para o iPhone 11 e o número tende a cair para 30%. Isso abre espaço para que as demais briguem por maior espaço. 

publicidade

Como a Apple tem prioridade nos dispositivos padrão, o próximo iPhone SE vai atrasar e não dá para esperar nenhuma notícia pelo primeiro semestre de 2021.

Via: Pocketnow