Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Em agosto deste ano, a Xiaomi lançou dois celulares com bom desempenho e preço razoável. Os modelos Redmi Note 9 e 9 Pro, mas os dois não contavam com conectividade 5G. Apesar disso, a situação está para mudar de acordo com os novos vazamentos.

O informante Digital Chat Station postou na rede social chinesa Weibo que a Xiaomi está preparando duas versões da linha, o primeiro o Redmi Note 9 5G padrão, e o segundo um modelo superior (que chamaremos de Pro). E o que poderia ser só um rumor, já se comprovou como verdade. A TENAA, órgão similar a Anatel na China, já conta com o registro dos celulares e disponibilizou imagens e especificações dos aparelhos.

publicidade
Redmi Note 9 5G
Redmi Note 9 5G da TENAA

(Divulgação: Xiaomi/TENNA)

O modelo básico tem tela LCD  de 6,53 polegadas com resolução Full HD, ou seja, não muda nada em relação ao Redmi Note 9 atual. Além disso, as câmeras traseiras de ambos os modelos têm um sensor primário de 48 MP. A melhoria está na câmera frontal, que na versão 5G do smartphone é de 16 megapixels contra os 13 do antecessor.

Mas as mudanças mais significativas estão dentro do aparelho. O smartphone contará com bateria de 5000 mAh e um velocidade de carga de 22,5W, mais rápida do que os 18W do celular atual.

Redmi Note 9 5G Pro
Redmi Note 9 5G Pro

(Divulgação: Xiaomi/TENAA)

Comparando em tamanho e resolução de tela, os modelos Redmi Note 9 Pro e a versão 5G são iguais. Inclusive, os dois possuem câmera frontal de 16 MP. As diferenças estão na câmera traseira, que no sucessor terá um sensor principal HM2 da Samsung de 108 MP.

Além disso, o processador e a velocidade de carregamento também serão superiores. O novo smartphone terá um processador Snapdragon 750G e uma velocidade de carregamento de 33W, avanços consideráveis em relação ao Snapdragon 720G e 30W do modelo atual.

publicidade
Demais informações

A agência chinesa TENAA não oferece mais detalhes sobre os novos produtos da Xiaomi. Assim, só nos resta esperar para saber como será o armazenamento dos celulares, preço sugerido e data de lançamento.

Via Gizmochina.