Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Desenvolver smartwatches que possam ser carregados com movimentos do próprio corpo do usuário. Essa é a batalha de pesquisadores chineses.

Qual é o segredo? Informa o South China Morning Post, o processo incluiu a criação de um pequeno gerador. Esse será construído com menos de dez componentes – entre eles uma unidade de captação de movimento e uma unidade geradora de energia. Pesquisadores da CUHK (Universidade Chinesa de Hong Kong) mencionam uma espécie de “varinha de metal” para o processo. Seu propósito é coletar energia de movimentos humanos e usá-la para alimentar smartwatches e wristbands.

publicidade

A pesquisa e os resultados iniciais sobre a possibilidade de smartwaches serem carregados com movimentos do corpo estão publicadas em revistas científicas, como Applied Energy e IEEE (Internet of Things Journal).

Pesquisador quer “salvar vidas” dispositivo
Smartwatches carregados movimentos

Dispositivo para carregar smartwatches por movimentos está em estudo (Reprodução/South China)

Com isso, a ideia dos pesquisadores é eliminar a necessidade de tirar o aparelho do braço. E isso não é exatamente original, mas recuperar uma conveniência perdida. Era assim com os velhos relógios de pulso mecânicos, que receber corda com o movimento.

Cai Mingjing, um dos pesquisadores envolvidos no projeto, mencionou um dos principais benefícios da aplicação. Segundo o cientista, alguns dados coletados por esse tipo de dispositivo, como frequência cardíaca, devem ser acompanhados 24 horas por dia. Isso é algo impossível para quem precisa tirar o smartwach do pulso para carrega-lo.

A ideia de Mingjing é “ajudar a salvar vidas” ao proporcionar ao mercado aparelhos que utilizem essa tecnologia de carregamento via movimentos do próprio corpo do usuário.

publicidade
Mercado de smartwatches deve movimentar US$ 96,3 bi até 2027
Smartwatches carregados movimentos

Pulseiras inteligentes também usariam carregamento via movimento (Reprodução/GizmoChina)

Quem conseguir sair na frente e lançar no mercado um dispositivo efetivo que capte energia para fazer os smartwatches serem carregados por movimentos pode se dar bem também no quesito retorno financeiro.

Segundo a matéria do South China Morning Post, replicada pelo site GizmoChina, a indústria de smartwatches e pulseiras inteligentes movimentou US$ 20,6 bilhões em 2019, e tem a expectativa de alcançar US$ 96,3 bi até 2027.

Via: GizmoChina